Real estate laws on the move

5 cuidados com a vistoria do carro

outubro 10, 2016

Todos os donos de um veículo devem conhecer e entender a importância de fazer a vistoria do mesmo. Seja para uma transferência, como prevenção ou mesmo em caso de uma colisão, ela é essencial para garantir a autenticidade de seu carro. Portanto, no post de hoje, mostramos quais cuidados você deve ter ao realizar a vistoria do carro e como evitar alguns problemas facilmente contornáveis. Vamos lá?

1. Conheça os objetivos da vistoria do carro

Muita gente ainda não sabe qual é a real utilidade de uma vistoria do carro. Na verdade, ela serve para provar a legitimidade de sua propriedade e a autenticidade do veículo com os números do chassi e do motor. Além disso, a prática avalia as condições dos equipamentos obrigatórios de segurança, revelando assim se seu carro continua conservando todas as suas características iniciais.

2. Conheça os tipos de vistoria e prepare-se

Dependendo do motivo pelo qual a vistoria está sendo feito, ela pode ser classificada em quatro tipos:

  • Vistoria para transferência;
  • Laudo veicular;
  • Laudo de vistoria;
  • Vistoria em trânsito.

Está se preparando para a próxima vistoria do carro? Então, é fundamental saber que o CRV deve encontrar-se em situação regular. Além disso, o IPVA, o DPVAT e todos os outros encargos do veículo, inclusive multas e seguro, devem estar quitados.

3. Conheça as condições do veículo

Preste bastante atenção para os itens do veículo que sempre são examinados durante a vistoria. Buzina, extintor de incêndio, triângulo, chave de roda e retrovisores devem estar em bom estado e funcionando perfeitamente. Não é permitida película no para-brisas, e todos os vidros devem estar sem rachaduras.

O carro não pode ser rebaixado e toda a parte de iluminação deve estar em dia. Pneus não podem se encontrar com desgaste excessivo, e os números do motor e do chassi devem estar claramente visíveis. Além disso, o veículo não pode ter uma emissão de poluentes acima do nível aceitável.

4. Saiba como realizar a vistoria

Antes de mais nada, você deve ter em mãos o CRV e o CRLV originais, os documentos de identificação do proprietário do veículo e um comprovante de residência. Em caso de transferência, deve-se pagar uma taxa.

Depois de providenciar esses documentos, você deve preencher o formulário RENAVAM no site do Detran de seu estado, levando o formulário preenchido e os documentos providenciados até o Detran e, em seguida, levar o laudo até a Unidade de Trânsito de vistoria de veículo. Caso o proprietário não possa comparecer, o(a) cônjuge, pais ou filhos podem ir em seu lugar, desde que levem documentação que comprove a ligação.

5. Comece a vistoria você mesmo

Como é obrigatório realizar a vistoria do carro anualmente, e considerando a rigorosidade dos examinadores, é recomendado que você mesmo faça uma inspeção rápida em seu veículo antes de levá-lo ao Detran.

Verifique o funcionamento da buzina, se os cintos de segurança estão encaixando corretamente e observe se há alguma lâmpada queimada. Confira o estado dos pneus, mantendo em mente que seus sulcos não podem ter menos de meio centímetro de profundidade. Tire a chave de roda e verifique se ela consegue girar sem fazer muito esforço nos parafusos. Abra o triângulo e veja se ela está inteiro, conferindo também o funcionamento do macaco. Finalmente, observe o número do chassi e do motor, certificando-se de que o excesso de ferrugem não está impedindo a leitura deles.

Viu só? A vistoria do carro é fundamental para garantir o devido funcionamento do seu veículo. Por sua minúcia, é necessário preparar-se, prestando atenção aos documentos e detalhes do carro. Assim, ela poderá ser feita sempre que necessário e sem problemas.

By | 2020-01-29T16:30:33+00:00 julho 2nd, 2015|Dicas|0 Comments

Leave A Comment

× Como posso te ajudar?